quinta-feira, 28 de setembro de 2006

Eu já repeti de ano...graças ao bom Deus.

Eu e milhões de pessoas já passamos pela experiência de repetir um, ou mais, anos da escola. No meu caso, tudo aconteceu no primeiro ano do segundo grau,onde tive que me adaptar a uma rotina de escola integral, levar marmita de casa, acordar de madrugada, não ter a presença do meu irmão por perto (estava acostumada em vê-lo todo "recreio") e com uma escola cheia de desconhecidos. Mas o que que me derrubou mesmo foram as aulas de matemática...affe...a velha matemática. Porém, ao contrário da maioria das pessoas, eu não fiquei triste em repetir de ano. Na hora até fiquei um pouco chateada, mas dois dias depois eu estava bem feliz e, hoje, agradeço ao bom God por ter sido reprovada.
A primeira vez que eu fiz o primeiro ano do colegial foi péssima. A minha turma era muito diferente de mim, não consegui me encontrar. As meninas com quem eu almoçava, que deveriam ser minhas amigas, ficaram tirando sarro da minha cara toda hora, me chamavam de "lerdinha", diziam que eu só falava bobagens (e era verdade...rs) e etc. Me sentia um peixe fora d'água. Eu sofri, viu? Acho que foi um dos piores anos da minha vida, senão o pior.
Só sei que se não fosse aquela tal de matemática hoje eu não teria 3 grandes amigos da época do colegial e não teria vivido uma das melhores fases da minha vida...que me deram até rugas de expressão, de tanto rir.
Tá vendo, tudo é relativo nessa vida, basta apenas mudar o ângulo com o qual se vê as coisas (ai que bonito isso que eu escrevi agora...rs).Essa coisa de mudar ângulo parece coisa de matemática...é, não tem jeito, ela me persegue mesmo.

PS. Esqueci de falar: se você não sabe em quem votar nessas eleições, vote em mim...rs.

11 comentários:

Daia disse...

Ah que bonitinho seu post, Ggel!!

Eu ainda não cheguei a repetir de ano, mas em compensação as dps que eu estou fazendo na faculdade... serve?? rs

Bjão!

Sandra disse...

Chorei...

Eu agradeço ao bom Deus que você tenha repetido de ano...por você estar lá, sendo amiga, me fazendo sofrer também (lembra? só almoça com a gente pq as beltranas não estão!), nos fazendo felizes!

Meus anos naquela escola tb não foram dos melhores, pq era tudo muito diferente...mas com certeza valeu a pena pelas amizades de hj!

Eu amo vc e vc sabe disso!

Bjos

Carol Maria disse...

Pois é, nada é absoluto: repetir de ano pode ser mesmo péssimo, 'perder' a turma, mas como no seu caso foi encontrar a tua turma exata, vale a pena. Mas matemática é mesmo frodo, rs.

Carol Maria disse...

Pois é, nada é absoluto: repetir de ano pode ser mesmo péssimo, 'perder' a turma, mas como no seu caso foi encontrar a tua turma exata, vale a pena. Mas matemática é mesmo frodo, rs.

Marcia disse...

Putz Gel... eu não sei o que é isso... a CDF aqui passou direto sempre... só quando cheguei a facul é que a coisa ficou mais puxada, e acabei pegando algumas DPs... e a matemática sempre foi uma das minhas matérias preferidas... eu sei, eu sei... eu sou esquisita mesmo rsrsrss.
Bjks com saudades,

Visão disse...

Ggel, repetir de ano aqui em casa significava cinta nas pernas infelizmente, e sempre morri de medo por isto... estudava mais por medo do que prazer, principalmente a marvada da matematica.. beijos

Lidiane disse...

Olá....
Eu já estava com saudades de visitar esse blog de vcs.
Foi muito bom esse post de hoje, não só em relação à escola, mas em tudo nessa vida, às vezes precisamos até mesmo nos reprovar pra que comecemos melhor e com mais ânimo....
Até

k. disse...

Esse post foi tão gostoso quanto um bifeeeeeeeeeeeeeeeeeee.

Renata disse...

Oi, Gel!

Eu nunca repeti de ano, graças a Deus...rs
Eu sou paranóica com o fato de ter entrado tarde para a faculdade (entrei com 22), imagine então se tivesse repetido de ano e me "atrasado" mais ainda?...
Cheguei a me adiantar no começo, pois fui direto na segunda série, pois a professora me achou muito "inteligente" para a primeira, entretanto, depois fiz colégio técnico (que tem um ano a mais que o normal) e acabou ficando tudo na mesma...hehe
Enfim, também sofri com a danada da matemática e por isso faço hoje Direito, sem nem passar perto dos números e de nenhuma DP...graças a Deus também.

Beijão,

Shu disse...

Veja por outro lado..porque esse negocio de mudar de angulo ta meio esquisito...tipo...uiiiiiiiiii

Aninha disse...

Piro do que repetir de ano é seguir adiante sem condições para tal... Aí o cara já fica perdido desde o início. Foi na matemática do primeiro ano do antigo 2o grau a primeira vez que levei bomba, tb (recuperação).