domingo, 5 de abril de 2009

Parem o mundo que eu quero descer!

Na vida real...



Zé Merenda, um tropeiro analfabeto, leva mantimentos às crianças em Cavalcante, no interior de Goiás, a apenas 320km de Brasília. A taxa de analfabetismo nesse município é de 46%, e as escolas ficam até meio dia de distância umas das outras. Os próprios professores ajudam a descarregar. As aulas estavam suspensas desde que a merenda acabou.

Essas escolas funcionam em choupanas, e quando chove, não há condições para aulas. As crianças caminham no mínimo uma hora para chegar à escola, tendo que atravessar rios e correndo riscos.
Nessas escolas, o quadro negro é um pedaço de madeira quebrado e amarrado, e também serve de divisória entre as "salas" de aula.



O ministério da educação manda o dinheiro para a merenda contadinho: R$0,22 por aluno, por dia.O restante tem que ser completado pelos governos municipais.

E no país das Maravilhas...



- Você não acha muito chique o Brasil emprestar dinheiro para o FMI? - Luiz Inácio Lula da Silva, Presidente do Brasil, dizendo que prentende entrar para a história ao emprestar cerca de U$10 bilhões para socorrer os países mais pobres afetados pela crise financeira mundial.

Put a keep are you!!!!

7 comentários:

Carol Maria disse...

É por essas e outras que eu tenho vergonha de ser brasileira, às vezes. Sei que não faço muito para ajudar aos mais necessitados, não sou hipócrita. Mas também não votei nas pessoas erradas nas últimas eleições presidenciais. Sei que não é um problema criado pelos governos Lula, mas, antes de falar e fazer certas bobagens, ele deveria prestar mais atenção, ter mais bom senso e ser mais bem assessorado, porque isso também é culpa dos assessores corruptos e mal-preparados (como ele) que o acompanham. Ótimo tema para do post, Pri. :*cas

Ggel disse...

Também pensei que essa reportagem é mais uma das vergonhas nacionais, como pode aidna acontecer esse tipo de coisa num páis tão rico como o nosso? Ah,pode,pior que a criançada depdende da merenda, porque em casa não tem comida.Ou seja, escola perdeu toda sua função,virou um refeitório...e a culpaé de quem? Nossa...afinal de contas, vivemos numa Democracia,se a getne elege, tem o poder de derrubar....enfim.

Lu Périco disse...

Já dizia um "sei-lá-quem" da TV: ISSO É UMA VERGONHA!!!
Pri, precisaríamos fazer esse seu post chegar até Brasilia! Só pra eles saberem que nem todo mundo bate palma pra essa patifaria...

Beijos e boa semana

Marcia disse...

Olha Pri, nem me fale... que a gente ve cada coisa nesse BraZil...
Que vergonha...
Bjks

Natália disse...

Eu assisti essa matéria no Fantástico e fiquei comovida com a situação dessas crianças. Graças a Deus que existem pessoas de boa vontade como o Zé Merenda, do contrário, essas crianças não teriam nem o lanche, nem a educação.

É triste, né? Mas o presidente acha chique!

Como diria o Boris Casoy, um dos sérios e competentes jornalistas da história do jornalismo brasileiro: ISSO É UMA VERGONHA!

Aninha disse...

Contradições desse nosso Brasil. É aquilo... O problema não está no país, mas na administração de seus governantes.

Renata disse...

Bom, mais essa m@#%da que o Lula falou, prefiro nem comentar. Uma a mais ou uma a menos, no curriculo dele não vão faltar.

Quanto ao Zé Merenda, a esse sim é que devemos voltar toda a nossa admiração e tentar seguir o exemplo, fazendo algo talvez muito mais fácil e que esteja muito mais ao nosso alcance do que o que ele faz com os recursos que tem.
Pensemos nisso!!

Bjs,