quinta-feira, 19 de março de 2009

PAIXÃO

Semana passada li um texto emocionado, e emocionante. Falava sobre o sentimento de um homem por seu time de futebol (seu amor maior). Os detalhes eram tão sinceros que eu me imaginei no texto, compartilhando toda aquela emoção, mesmo sendo simpatizante do time adversário do autor. Foi incrível.

Esse tipo de reação que o texto provocou só pode ser compreendido pela paixão com a qual foi escrito. Só quando estamos realmente envolvidos, seja por alguém ou alguma coisa, conseguimos nos expressar de forma tão intensa como ele fez. A ponto de outras pessoas entenderem exatamente do que estamos falando e compartilhar a mesma emoção.

Depois disso fiquei pensando no que me desperta essa paixão. Pessoas não entram nessa contagem. Fiquei um pouco surpresa porque, ultimamente, não tenho tido grandes paixões na vida. Adoro muitas coisas que faço – como escrever, fazer minhas “artes”, ver vários filmes, sair com amigos – mas paixão mesmo, aquela do texto do torcedor, essa eu não tenho.

Gente, cadê minha paixão? Cadê meu brilho nos olhos e aquela vontade de sair correndo, gritando para o mundo tudo o que sinto? Cadê meu coração disparado? Quero desafios, me sentir intensa outra vez, é isso que eu quero, só não sei ainda como fazer, mas eu vou conseguir. QUERO UMA PAIXÃO JÁ! Quero que as pessoas sintam nos meus textos a mesma coisa que eu senti quando li sobre aquele time de futebol. Quero frases assim na minha vida:

“[...] vai pra frente, vai que eu estarei aqui, te empurrando, te apoiando, derramando lágrima por você, rezando baixinho e fechando os olhos na hora do pênalti, e ajoelhando no chão quando a bola estufar a rede e levantar o povão do Tobogã. Vai Bugrão, que eu te amo dum tanto que nem eu sei dizer.”
(Zé da Taba)

É isso que eu quero!

OBS. O link do texto: Planeta Guarani

8 comentários:

Carol Maria disse...

Ai, Geleca, acho que isso faltando fica difícil mesmo né. É isso que move alguém a ser artista, por exemplo, ou a profissões um tanto ingratas como... ser professora, rs. Eu confesso: sou apaixonada por dar aulas. Mais especificamente pelo idioma espanhol. Hoje tenho plena consciência que é isso que quero mesmo, me especializar, traduzir, continuar a dar aulas, mesmo que eu não enriqueça, ou que isso acabe virando uma segunda profissão para ter outra que realmente dê grana, porque, realmente, eu me sentiria bem vazia se isso faltasse em mim. Acabei de postar no meu brog algo sobre outra paixão que me move desde pequena, vai lá ver.

CAMILA disse...

Posso te fazer uma sugestao, Cherry? Quem sabe sua PAIXAO nao esta em UM LIVRO? Nao um livro que ja existe e que vc pode coprar, mas um livro a ser criado, a ser escrito POR TI ! Seus textos sao, sim, talvez vc nem saiba o quanto ou nem acredite que sejam, envolventes, e alem disso tu tens um bom portugues, boas tiradas, bom-humor, ou seja, acho que daria muito bem pra vc comecar a pensar em escrever um livro. Um assunto? Nao sei...Talvez cronicas...quem sabe?
Vc ja pensou nisso? Quem sabe pode se tornar sua mais nova PAIXAO !

Beijos,

CA.

Lu. disse...

Ei GG!!!

Saudade de vc, fia!!!
Como anda a vida???

Bjos,
Lulis.

PS: Gostei do post!
Boa sorte na busca pela paixão!! Tb to à procura! :-)

lioness disse...

Paixão tem mais a ver com emoção do momento, com impulso, com aquilo que faz nosso corpo produzir mais adrenalina. Talvez você já tenha, mas não percebeu, talvez ainda não tenha encontrado, mas acredite, em algum lugar sua paixão está.

¿Controversy! disse...

Voltei!!!
Depois de um longo período fora do blog, enfim estou aqui, feliz e ao mesmo tempo saudoso de todos.
Está aí algo que consigo explicar tranqüilamente, pois eu sou apaixonado por mim e pelo meu namorado. Por ele, já fiz loucuras e loucuras continuo fazendo, tendo consciência de que há um limite para tudo. Talvez esteja aí o limite entre a paixão e a loucura. Ter paixão é a melhor coisa que pode acontecer a uma pessoa. Sejamos apaixonados, sempre!
¿Beijos!

Aninha disse...

Hehehe... Essas paixões são poderosas, mesmo. Lembrei-me de minha adolescência e da fervorosa paixão pelo New Kids On The Block! Gostei de ler esse trechinho do texto dele. Mas as paixões a gente não escolhe, Gel. Elas simplesmente "nos acham". Espera...

Marcia disse...

Oi Gel... vc vai encontrar sua paixão, fica tranquila... aliás, já te acho apaixonada pela escrita, talvez vc não tenha percebido ainda.
bjks

Natália disse...

Como é sabido, eu não sou dado ao futebol, mas essa frase é tocante. É realmente impressioante e bonita a paixão dos torcedores pelo seu time.

Quanto à sua paixão arrebatadora, pode ter certeza de que quando você menos esperar, ela vai bater na sua portinha.

BeiJos