quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Comédias românticas


Eu sou como um abacaxi, completamente sazonal. Minha fase Sazon da vez é ver comédias românticas, várias. Eu sei, eu sei, na maioria das vezes elas são irreais e sempre terminam bem...que bom, servem pra isso mesmo, deixar a gente mais alegrétis!
Das últimas que vi, as que mais gostei foram: Três vezes amor, com a menininha do Pequena Miss Sunshine, Eu, meu irmão e nossa namorada, Marido por acidente, Sob o sol de Toscana (que eu revi), Amélie Poulain (que vi pela quinta vez), Sintonia de Amor (já perdi as contas) e Clube de Leitura de Jane Austen. Ainda vi, Beijo roubado, Apenas amigos, Pegar e Largar, etc...etc...etc...

Não é que numa dessas minhas buscas por listas de filmes eu achei uma reportagem falando de como as comédias românticas podem ser prejudiciais a sáude.
Olha aí, vou copiar e colar alguns trechos:

"As comédias românticas "made in Hollywood" podem atrapalhar um relacionamento amoroso, porque colocam uma marca muito alta em matéria de expectativas, segundo um estudo da Universidade Heriot-Watt, de Edimburgo.Segundo os psicólogos, esse tipo de filme, com argumentos muito pouco plausíveis e finais felizes altamente improváveis, transmite uma falsa sensação de "relações perfeitas" e expectativas nada realistas.Os psicólogos chegaram à conclusão de que as pessoas que gostam de comédias românticas muitas vezes não conseguem uma comunicação eficaz com seus parceiros." (Como diria a Pequena Caroleta - Uia!!!)
Se alguém quiser ler mais, tá aqui o link: Aqui. A pesquisa tem até um site.

6 comentários:

Marcia disse...

Oi Ggel!!! Voltei sim :-)

Então menina, eu sempre achei que as novelas fosse prejudiciais, uma vez que mostram uma realidade "aquém" de qualquer uma na sociedade brasileira.
E tá, concordo que pode ter umas cabecinhas por aí querendo achar o principe encantado talequal dos filminhos água-com-açucar...
Mas doidos temos diversos, né?
Eu AMO as comédias romanticas, é o tipo de filme que posso assistir a qualquer horário (diga-se, com meus meninos) e deixam o dia tão leve, né? confesso que ando meio por fora... vou anotar algumas dicas, tá?
Ah, eu perdi as contas de quantas vezes assisti Amelie Poulan (comprei o DVD e volta-e-meia ele tá dentro do aparelho :-) )

Bjks com carinho,

Sissi disse...

Ai, dá um tiro nesse pesquisador? Primeiro porque quem viver esse conto de fadas e não conseguir se relacionar merece uma boa sessão de terapia (e é bom, movimenta o mercado, faz bom uso do diploma das pessoas que vieram ao mundo para isso); segundo que a fantasia sempre existiu e sempre deverá existir porque há a outra corrente que diz que DEVEMOS ter nosso grau de ilusão para manter a mente sã. Eu amo comédias românticas e os dramas também, afinal, o que seria de nós sem eles? Beijocas.

Fernanda disse...

Oi Meninas!!
Oi Gel !!

Ah .. eu concordo em partes com o autor da pesquisa. Outro dia estava assistindo, pela 6ª vez, "como perder um homem em 10 dias. O final, pra variar, é todo fofo. Quando o filme terminou, eu me peguei pensando - "ah.. bem que meu relacionamento com o Marcelo poderia ser assim..." - mesmo sabendo que essa vida linda não existe de fato.

Tá vendo... essas comédias são irreais. Uma pessoa influenciável se deixará levar por aquilo que vemos nesses filmes! Isso é complicado, porque não existe nada perfeito e o tal "felizes pra sempre".

Por outro lado, os tais filminhos fofos podem servir de estímulo para aquelas pessoas mais desacreditadas. Isso dá-se da maneira com que a pessoa se enxerga e enxerga o mundo.

Mesmo assim, continuo assistindo essas comédias. Confesso que ADOROOOO esses filmes "água com açúcar". haha!

Bom, é isso.

Beijos pra você (s)!

Bom restinho de semana,

Fernanda

Aninha disse...

"Prefiro não comentar"! Hehehe...
Bom, se tudo o que a gente assistir ou ler, quiser tomar como realidade para os parâmetros de nossa vida, aí ferrou-se, né? Vai ver filme, comer pipoca, beijar na boca e dar risada!

Carol Maria disse...

Eu confesso que não tenho muito saco para comediazinhas românticas e tenho de levantar a bandeira de que Amelie não é comédia romântica, apesar do Nino, rs, o filme é bem mais que romance ou comédia. Enfim. Não é minha preferência e tenho de confessar outra coisa: só assisto se vou com a cara quando minha irmã vai à locadora, porque eu sempre acabo preterindo comédias românticas por comédias rasgadas, Seth Rogen e/ou Jack Black: se é pra ser engraçado, que seja abusado e não melado, entenderam? Mas já me surpreendi: vi o filme com o Dr. Shepperd, que eu não lembro o nome, craro, que ele é "damo de honra" de uma amiga por quem está apaixonado (óóóbio que dói), mas o charme do filme está em Patrick Dempsey que é um coiso de bão! rs Gosto das comediazinhas que Tom Hanks faz às vezes. Enfim, há casos. Mas acho que sou exceção à regra aqui no 7x7.

Renata disse...

Eu não alugo filmes. Todos os filmes que vejo, salvo raras exceções são no cinema ou algum que esteja passando na TV aberta mesmo.
Lembro-me de ter assistido bem no comecinho do namoro com o Pê várias comédias românticas que marcaram bastante, mas não a ponto de influenciar ou fazer mal para mim ou para o meu relacionamento.

Deixar se influenciar por isso é coisa de gente de cabeça vazia e fraca. Sinceramente, essa pesquisa não tem nada a ver.

Gostar de ver é uma coisa, deixar-se influenciar é outra.

Bjs,