terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Beijo de adeus

A sapatada no Bush nasceu crássica.
Eu tenho de confessar que rolei de rir e ainda rolo se revir a seqüência (eu sei que não é para rir, mas vai dizer isso para o meu humor essencialmente negro...).
E Georginho ainda foi muito ninja, desviou igual-que-nem Neo faria igual!
Agora o melór: virou joguinho.

8 comentários:

Anónimo disse...

Olá,

Passando para conhecer seu belo espaço e desejar uma linda terça feira e muita paz.

Smack!

Edima Suely
jesusminharocha.blig.ig.com.br

Fernanda Alves disse...

hauhauahuahuaha

Nunca gostei do Bush e
cai de rir
adorei a sapatada que ele quase levou=)

adorei o texto=)

Pri disse...

Caroleta... juro, a despedida dele n podia ter sido melhor... ou poderia sim! Se na sola daquele sapato tivesse m* de cachorro, e que acertasse bem na fuça dele.
ô hominho intragável!
Bjs, adorei o post!

Lu_Russa disse...

coisas q só acontece em Bagdah...rs

Raquel El-Bachá disse...

Oi Carol. Ele mereceu a sapatada, mas acho que foi pouco. Nem para o sapato ter acertado em cheio a cara-de-pau daquele imbecil.
Fiquei com pena do jornalista que está preso por ter manifestado um sentimento que não é só do mundo árabe.
Beijos.

Magui disse...

Eu tive a impressão que ele rangeu os dentes...

geny_tavares disse...

Vou tentar acertar bem no meio da testa ou das fuças...o que for mais engraçado...rs

Nati disse...

Realmente o desvio da sapatada foi digno de Matrix.