sexta-feira, 28 de março de 2008

Era só o que faltava



E os não-fumantes que achemos graça.

Cigarro eletrônico, 'só' para que a fumaça podre não incomode mais aos que não fumam. Os que fumam vão poder continuar se entopindo de nicotina até ficar doentes e/ou morrer e causar dor e sofrimento para os bobos dos parentes e amigos que não fumam mas amam alguém que o faz (porque fumar, por enquanto, pelo menos para mim, não é um defeito imperdoável) e prejuízo aos cofres públicos e mais lucro pra indústria farmacêutica (não sem antes engordar mais os cofres das indústrias que matam, craro).

Não quero nem ver a cara-de-pau de quem vier defender a idéia, dizendo que tem direito de fazer o que bem entender da vida e bla blá blá, conversinha cretina. Já que gosta tanto, vai ter de engolir um cigarro tradicional, pra tentar me convencer. Inteiro. Aceso. E tenho dito.

3 comentários:

Aninha disse...

Aff... Questão polêmica este tal de cigarro.
Eu, detesto. Mas algumas das pessoas a quem amo tem este vício (porque se trata de um, isso é fato), inclusive algumas de nós, meninas do 7x7.
Como na minha casa ninguém fuma, a tolerância à fumacinha, ao cheiro é menor. Detesto estar em local fechado e me deparar com alguém fumando. Acho desrespeitoso, sim.
Quanto ao cigarro "eletrônico", ainda não sei bem o que penso a respeito. Uma forma de não agredir aos outros? Talvez... Mas o mal causado a si mesmo, continua. Contudo, cada um sabe de si. Difícil é separar num ambiente fechado quem é o fumante de quem é o cara com o "cigarrinho de mentira". E os demais, à volta, se fu...

Paty Maionese disse...

Eu simplesmente detesto cigarro. Pena que algumas pessoas sem as quais eu não consigo viver sem não sabem viver sem o cigarro.
Merda isso!

Ainda bem que elas geralmente respeitam a minha aversão à fumacinha nojenta.

tajan disse...

N�o gosto de cigarro embora tenho amigos que fumam sem problema algum...

Uma discuss�o eterna quando o assunto for esse neh caro...

bejus pra todas!

TECO - BALNE�RIO CAMBORIU/SC