quinta-feira, 15 de novembro de 2007

We are the world

Pois é, quem se lembra dessa música? Ela fazia parte da Campanha para arrecadar dinheiro e ajudar os países pobres da África. 22 anos depois nada mudou, os pais estão lá, na maior miséria e não há música que pareça dar jeito, é uma questão política mesmo.

Ontem eu vi o clipe e, se a situação na África não mudou, as pessoas que participaram da campanha certamente mudaram, e muito. Michael Jackson ainda tinha muita melanina na pele e usava meias de lantejoulas. Cindy Lauper era a sensação e a Madonna nem estava no clipe. O Ray Charles ainda estava a vivo...mas não enxergava mesmo. O Bruce Springsteen estava um gato, diga-se de passagem. Essa que vos escreve tinha um monte de dentes de leite e mal sabia escrever o nome.

O Brasil também fez uma campanha similar.A versão brasileira se chamou Nordeste já, e como a original, não resultou em nada. As pessoas do nordeste, como as dos países africanos, continuam às margens, passando fome e rezando para um futuro melhor...que nunca chega.

Clipe do We are the world

5 comentários:

nana disse...

Eu tb era muito pequeninha qdo esse clipe saiu...
Tenho novis no meu blog. Passa lá. Bjs e fique com Deus. Boa semana.

Tiago Conselheiro disse...

E as músicas traduzem um tempo que as vezes não acaba de uma hora pra outra!

E este blog continua!
Bonito, atual!

Bom Feriadão!
:)

Carol Maria disse...

Não é da minha época, ra ra rá, mas eu conheço a música sim (quem não conhece esta chatice? rs). Muito boa a tua análise das mudanças a partir da música, Ggel. :*cas

Aninha disse...

Puts... Pior é que essa música ressucitou no "burringlês" daquela guria do Big Brother, né?
Mas me recordo que foi "um estouro", na época. Mas,como qualquer ação pontual cheia de boas intenções, essa deve ter sido mais uma coisa a ajudar, porém não mágica ou suficiente para reverter um quadro tão maior e mais sério.
Agora, essa tal do Nordeste, não me lembro mesmo.

Marcia disse...

Puxa, eu me lembro bem dessa campanha...na época, já tinha senso crítico e já sabia que não ia dar em nada.
Uma pena... alguns até tinham boa vontade...
Bjks
Eu