domingo, 1 de abril de 2007

...Direto do Túnel do Tempo...


Não é novidade nenhuma meu saudosismo. Assim, hoje venho compartilhar uma gostosa lembrança, de um filme que muito me emocionava quando criança: O Pássaro Azul.

A versão da fotografia era a que eu mais assistia na TV. Também já tive a oportunidade de assistir numa madrugada (não me perguntem o que eu fazia, tão pequena, acordada de madrugada! Talvez tivesse feito xixi na cama e não consegui voltar a dormir...) uma outra versão do filme, mais antiga e totalmente em preto e branco.

A questão é que eu me emocionava profundamente! Talvez alguns se recordem de alguma imagem acima ou de cenas do filme. Me sensibilizava ver a criança doente, na janela, que não podia sair à rua para brincar. E os bichinhos de estimação tomarem um aspecto humano, nos sonhos de Myltyl. A propósito, fiz questão de colocar acima a foto da maldita gata que me causava calafrios! E do cachorro bobalhão... Mas a parte do filme que eu mais gostava era quando eles chegavam ao céu, e encontravam o irmãozinho que ia nascer, mas que falava que ficaria com eles por pouco tempo, pois logo ficaria doente (e, então, eu me debulhava de chorar!); e, no mesmo cenário, o casal de namorados que era separado porque um deles estava voltando à terra, para nascer... Até Myltyl se acordar e ver que era tudo um sonho.

Pouco entendia sobre o sentido do filme. Da tal busca pelo pássaro azul. Gostava mesmo do cenário, das cores, da fantasia.

Você se lembra desse filme?

Aqui, algumas informações adicionais:
http://www.infantv.com.br/p_azul.htm

14 comentários:

Ggel disse...

Vixe Aninha, nunca vi esse filme. Já ouvi falar, mas não me lembro dele passando na TV...e olha que eu me lembro de cada filme velho..affe...rs. Mas desse eu não me lembro, aliás, lembro que nunca assisti.
Beijo

nana disse...

Nunca ouvi falar desse filme. Bjs e fique com Deus. Boa semana.

k. disse...

nunca ouvi falar não...mas achei interessante.
viu, gente: tô parando de fumar. não, não se trata de pegadinha de 1º de abril. quem puder, me manda mensagens de apoio no meu blog, ok? vou precisar...rs...bjos no coração.

k. disse...

www.kleidoscorppio.blig.com.br...

Aninha disse...

Caraca... Eu realmente devo estar mais velha do que eu pensava, então, ou todo mundo que comenta nesse blog ainda tá cheirando a leite!!!! Rs...

Carol Maria disse...

Ehehe, eu também nõ vi, e confesso, nunca tinha ouvid ]o falar. Mas parece ser interessante, Aninha, adoro filme assim. :*cas

Manuella disse...

Eu lembro muito dessse filme!! Era muito emocionante, a gata toda falsa... Muito bom rever imagens dele.
Beijokas

Marcia disse...

Oi Aninha,
Eu não me lembro desse filme, não. Fiquei curiosa, pq curto muito filmes assim.
Bjks

Gonçalves disse...

Caramba eu também não me lembro desse filme, mas pra me unir à ti, lembro de um de um garoto que morava numa selva u fazenda sei lá e ele tinha um cervo que cuidava escondido das pessoas locais, mas depois perto do final lembro de que mataram o tal bixo...se não me engano foi o Pai do garoto...lembro de chorar meio que escondido naquela época...hehehe...este também é bastante antigo, mas não necessariamente somos das épocas em que o vimos não é mesmo?

Sissi disse...

nossa, esse filme é um dos mais sensíveis que já vi... pena que ninguém se preocupou em colocá-lo em um dvd, nessas coleções que aparecem todos os dias.
me emocionei muito, passei a vida fazendo analogias sobre o pássaro azul.
legal esse post... é bom saber que mais alguém se lembra desse filme. :D

Juliana disse...

Olá Aninha! Em primeiro lugar, obrigada pelos comentários lá no blog de artesanato!

Não conheço o filme, mas me interessei pelo que você comentou.

Abraços!

http://devaneiosbyju.zip.net
http://bonequinhasdluxo.zip.net

Shu disse...

Aninha, eu nao lembro desse filme, acho que o filme mais antigo que lembro de ter assistido era da Annie, uma orfa que ficava presa numa torre e foi socorrida por alguem..rs..nao lembro direito..
Mas esse filme tem bem o estilo desse que falei...deve ser daqueles sobre uma boa licao no final para criancas...

Beijinhos querida...e obrigada pela dica!

lourival disse...

É filha...estais ficando velhinha, pois já tem até filme do teu tempo. Hehehehe.É, mais quando criança eu também assisti um filme assim e nunca mais esqueci, O mágico de Óz,pois um tornado para mim tem sabor de infância, como acho legal, embora triste.

A disse...

Olá,Aninha!
Eu amo esse filme,ele tem cheiro e sabor de infância.A personagem q eu mais gosto é a Luz.