domingo, 7 de junho de 2009

E aquela sua boneca, companheira de todas as horas?



A Denise sabe que eu gosto muito do estilo de música do Palavra Cantada e, gentilmente, gravou vários CDzinhos para a Alissa quando eu estava grávida. Mas quase me matou numa crise de choro com a música abaixo que, duvido alguma mulher que já foi uma menina que gostava de bonecas não se emocionar também...

Na foto, eu com minhas queridas Mariana (nome comercial: "Minha Filhinha") e Bochechinha. Aquela, a bonequinha que guardei para minha pitoca.
E, com vocês, o desabafo de uma boneca à sua mamãe que cresceu:

(NA VOZ DA BONEQUINHA)
Antigamente eu tinha um nome tão bonito
Antigamente ela era minha mãe
Antigamente eu era a filha mais querida
Antigamente eu vivia de verdade
Agora estou aqui, tão só
Coberta pelo pó

Ela dizia que não ia me esquecer
Que eu sentia como senti um bebê
Me defendia quando me tratavam mal
E até brigava com quem zombava de mim
E agora vai me dar
Só ocupo lugar

Trocava minha fralda mais de vinte vezes
Me desbotei de tanto ela me dar banho
Passava em mim um vidro inteiro de perfume
Depois me maquiava como sua mãe
E agora estou com tanto medo
Voltar ser um brinquedo

(NA VOZ DA MAMÃE)
Mas que bobinha boneca de estimação
Você vai morar sempre dentro do meu coração
Você pra mim é bem mais que um brinquedo
Você é quem sabe todos os meus segredos

Mesmo que eu nunca brinque contigo
Como alguns anos atrás
Até que eu tento mas já não consigo
Pois me distraio demais

É que eu cresci
Não sei por quê
Não vou fingir
Você tem que entender...

Nem percebi quando tudo perdeu sua graça
Tantas historias parecem que foram apagadas
Mas eu não vou ser daquelas crianças
Que para crescer joga fora a infância

Eu já avisei toda a minha família
Que você eu nunca vou dar
Você vai ser filha da minha filha
Depois que eu me casar

Não vai demorar
Você vai ver
É só esperar
Tente entender

18 comentários:

Pri disse...

Ana! A Yasmin também tem o CD do Palavra Cantada, e nós escutamos juntas.
Essa musiquinha é mesmo uma graça e muito, muito real.
É isso mesmo que uma boneca de qualquer uma de nós falaria se pudesse.
É de dar crise de choro em qualquer um!!!!

A Yasmin ama a do "Rato, meu querido rato."
E a do Pindorama, hehehe.... ela adora quande o menino canta: "É o Brasil antes de Cabral!"

lioness disse...

Que doce recordação! Muito legal isso!

disse...

Ai, essa musiquinha é muito triste né. Cadê minhas bonecas???? Peninha.
A Mari tá lá no guarda roupa, só esperando a Alissa... lá tbm está a Cristaleira da Barbie :D E o salão de beleza, esperando a Alissa crescer pra não estragar. Hehehe.

Beijos!!!!

Marcia disse...

Ah Ana... a gente "troca" de bonecas no decorrer dos anos :-)
Mas elas realmente ficam no coração.
Os meninos adoram Palavra Cantada tb, já tivemos oportunidade de vê-los ao vivo e é demais.
Bjks

Quiane disse...

bochechinha, buaaaaaaa kd a minha?

Raquel El-Bachá disse...

Oi Aninha. Não conheço esse CD. Também não tenho filhos ainda.
Minhas bonecas preferidas de quando era criança estão guardadinhas. Espero ter uma filha para brincar com elas.
Beijos.

Fernanda disse...

Olá Aninha!

Não conheço o CD, mas achei lindinha a música ! Que fofura.

Eu adoro bonecas até hoje. Há uns anos atrás eu comprei uma bonequinha de pano que custou R$ 5,00 é meu xodó. Eu a levo sempre que viajo.

Com certeza, se tiver uma filha, darei a Robertinha de presente para ela.

Parabéns pelo post. Adorei a foto, a música, etc.

Beijos!

Nane Lopes disse...

Legal Aninha, adorei!
Nossas bonecas fizeram parte do nosso desenvolvimento emocional e prá cada época acho que elas tem uma função: bebês, menininhas, mocinhas (Suzis e Barbis)...
Eu adorava as bonecas de pano que minha avó fazia, na hora, na minha frente, aceitando sugestões e exigências mil de menina curiosa!Aí meu irmão nasceu e eu substituí minhas bonecas por ele...coitadinho!
Beijos!

Amorinha disse...

Aninha, que legal! Mundo pequeno mesmo, né?
Vim aqui conhecer e já tô seguind, tá?

Ah, eu tinha uma boneca Meu Bebê, grandona, com um tufinho só de cabelo. Era meu xodó, mas depois sonhei com ela me seguindo e querendo me machucar, e passei a ter medo, muito medo de bonecas. Hoje não quero mais saber, acho todas assustadoras. Não gosto mesmo! hahaha
Beijo

Roberta disse...

Amei...onde consigo este cd?? alguém tem essa musica pra me passar??Minha filha vai adorar
Bjus

Marceleca® disse...

eu simplesmente A-M-O Palavra Cantada (muito provavelmente por "culpa" da minha irmã Marcia) e tenho alguns CDs deles... mas essa música eu me recuso a ouvir, pois toda vez eu choro (manteiga derretida que sou)...

Luci Lacey disse...

Aninha

Minha primeira boneca era de pano e se chamava Rosinha, era uma paixao.

Trocava todas as bonecas bonitas e novas por ela.

Lindo e terno seu post.

Vou bom lembrar da Rosinha e me emocionar.

Beijinhos

~*rafasonehara disse...

estou me sentindo super culpada
agoraaaaaaaaa :///
não tenho mais nenhuma boneca
e agora como faz??
quero minha filha de volta!!!!!

Bjo
:*

Natália disse...

Que coisas fofas: você pequenininha e a música também.
Eu nunca fui uma menina que gostasse de bonecas. Nerdzinha mirim eu gostava mesmo era de brinquedos eetrônicos, que eu desmontava pra entender o funcionamento.
A única boneca que eu tinha, além de barbies, era um desses "meu bebê", que toda menina tem.

:**

Lile disse...

Oi, Ana!
Linda a música. Eu adoro música para criança, mas nunca me liguei muito no palavra cantada. Fico às voltas com Toquinho e Vinícius, não fujo muito disso. Adriana Partimpim também é uma delícia.
Obrigada pela visita lá no Abacate. Voltarei aqui mais vezes.
Bjo

Líviarbítrio. disse...

*.*
Ana, obrigada pela sua visita lá na Mera!!!

Não conheço essa música e nunca gostei muito de bonecas. Gostava mais de subir em árvores e jogar bola de gude. x) hihi

Mas é bem linda a música!!

Lilly disse...

Oi Aninha, obrigada pela visita la no blog. A infância é algo gostoso de lembrar né? Que saudade. Adorei o post. Me fez lembrar dessa fase tão gostosa. rsrs
Um beijo.

Elaine disse...

Linda a música eu tive uma Cibelle ela era linda....e lembrei muito dela agora e chorei até, é eu cresci não teve jeito, e para minha filha Alice ficou o meu urso Jorge que eu ganhei da minha amiga Yuke. Parabéns pelo bom gosto....