segunda-feira, 4 de maio de 2009

O caçador de pipas - o filme


Olá galera,
Eu li o livro a bastante tempo... foi um tiquinho de tempo antes de ser exaustivamente comemorado pela midia... mas como o livro é muito marcante (e realmente merece todos os aplausos e sucesso que fez e continua fazendo), lembro-me de vários detalhes e "cenas" que se formaram em minha mente na época da leitura...
Assisti ao filme somente agora... é extremamente dificil adaptar livros para a tela grande sendo fiel às instenções do autor (na minha opinião)... tem casos que o roteirista que faz a adaptação inventa cenas que não existem no livro (veja meu post sobre o filme Crepusculo), acrescentando e retirando a revelia... isso dá uma tristeza nas pessoas que gostaram do livro... e isso acontece muito.
Mas sabendo fazer, sem mudar só acertando prá tela grande, daí fica uma verdadeira obra.
Caso você não saiba do que eu estou falando, segue um pequeno relato do livro e filme:
História sobre a amizade entre dois garotos no Afeganistão - um deles, filho de um rico empresário e outro, filho do empregado da familia. Na infancia, acontece um fato marcante que os afasta. Com a invasão russa, pai e filho (ricos) fogem e acabam tentando a sorte nos EUA. Passam maus momentos... o pai adoece, o filho se casa... e depois de algum tempo, recebe uma importante ligação pedindo que volte ao Paquistão para encontrar um antigo amigo do pai que está muito doente. Ao encontrar o mesmo, conhece a verdade sobre sua infancia e, apesar de não aceitá-la a principio, percebe que sempre soube... e tem mais, mas prá quem não leu / assistiu, vai perder a graça...
Então, segue minha sugestão de um bom passatempo: filme e livro indispensáveis em seu "curriculum".
Bjks com carinho,

3 comentários:

Lu Périco disse...

Maaa... Terrível esse filme. Fiquei bem mais de uma semana impressionada, não conseguia pensar em outra coisa. Chorei de soluçar do começo ao fim (sem qualquer exagero) a ponto de acordar meu marido. Vai vendo!!!
Muito, muito triste! E na minha opinião o final não compensa toda a dor do filme todo... De qualquer forma também recomendo.
Beijoka e obrigada pelas visitas!

Anónimo disse...

Assino embaixo, Marcinha! Amei o livro e gostei muito do filme. Muito marcantes.

Super beijo,

Pri disse...

Má... o filme eu não assisti, flor... mas o livro... sem comentários né?
De uma beleza/tristeza dolorosas. Não gostei do final, eu juro que depois de tanta judieira, eu queria um final feliz. Mas final feliz é conto de fada. E o filme é história de gente grande.
Dica preciosa.