terça-feira, 1 de julho de 2008

Argh

Descobri o que é pior do que passar novembro e dezembro inteiros ouvindo Simone cantar o Natal; que passar janeiro e fevereiro inteiros ouvindo sambas-enredo (é assim este composto no plural?). É passar junho inteiro ouvindo música de festa junina no circuito interno de rádio do shopping. Áfe!

Pode xingar: não gosto mesmo de festas (Natal, carnaval, juninas, nenhuma mesmo) onde muita gente se amontoa, e a música é sempre a mesma, salvo mudanças pequenas de letra mas melodias sempre iguais.

Sou mesmo é fã do tal silêncio. Ou pelo menos de poder escolher o que escuto.

Respeito quem gosta; e por isso eu também deveria ter o direito de não ter de conviver com isso. Complicado, eu sei.

6 comentários:

Nati Raposo disse...

Não sei em outros lugares, mas no Nordeste São João é legal demais. O maior inconveniente de todos são aquelas criancinhas sem limites que soltam bombas de manhã, de tarde, de noite e de madrugada.

Sissi disse...

não é complicado, é fácil, mas as pessoas não tem respeito pelos outros. no shopping não é lugar de tocar essas músicas o tempo inteiro, pois o bom senso manda que fosse um lugar sem religião ou política, afinal, quem garante que todos que vão ao shopping são católicos?
você teria a opção se a festa fosse no local apropriado, aí sim, se você fosse lá, problema seu.
mas em espaços públicos as pessoas só pensam em proibir fumantes, não pensam em todas as outras coisas que não deveriam ser compartilhadas com quem se incomoda tanto quanto fumaça.
que fique bem claro: sou católica e não fumo. senão daqui a pouco aparece alguém me apedrejando dizendo que sou fumante e protestante... você sabe como as pessoas são né...
enfim, bom senso seria muito bom.
concordo plenamente com você. beijocas.

Renata disse...

Oi, Carolzinha!

Acho que isso é um exemplo do que podemos chamar de "ossos do ofício". Afinal, todos sabemos que essas datas festivas (típicas ou não), são uma maneira de fomentar o comércio e induzir o povo a gastar, portanto, trabalhando em shopping vc acaba ficando exposta a tudo que vem "de lambuja" com essas festas, principalmente essas músicas chatas. Mas, vai preparando os ouvidos para o Natal, pois acredito que seja pior e ainda tem o HO-HO-HO...

Enfim, eu gosto de festa junina, na empresa que trabalho todo ano a gente faz uma e é muito legal, mas só um dia, né?

Bjs,

Diiimoraes disse...

Vi seu blog entre os favoritos do josé guimaraes, gosto de musica e festa, mas rara vezes costumo apreciar o silencio, gosto de natal e carnaval. mas é um pouco diferente do que as pessoas costumam fazer nestas festa, em recife tem muitas opçoes e é bem cultural , mas festinha que nao consigo gostar de jeito nehuma é a tal do sao joao , odeio forro , fogueira e tudo movido a isso, é pessimo

Anónimo disse...

Atendendo a pedidos, no mes de julho iremos reprisar o programa de rádio sobre o blog 7 x 7.

As datas e horários estarão disponíveis no site.

Abraços

Khrisna Ferraz
www.delaswebradio.com.br
k.ferraz@delaswebradio.com.br

¿Controversy! ® disse...

Complicadíssima, isso sim!
São festas que ocorrem uma vez por ano e demonstram toda a alegria que as pessoas têm. Aliás, a música engrandece a alma.
Em casos como o seu, o melhor mesmo é trancar-se detro de casa e só sair depois que tudo acabar.
¿Beijos!