quarta-feira, 8 de julho de 2009

Ah... cada explicação!

Oi galera,
Crianças são extremamente curiosas... é so ficar um pouco perto para ser agraciado com alguma pérola... eles perguntam de tudo e um pouco mais, não?

O Felipe já tinha feito essa pergunta quando ele tinha por volta de 3 anos... agora foi a vez do Henriquinho...
"Celina, por que você é marrom?"

E claro, temos aquelas "saias justas"...

"Mãe, por que aquele homem é gordão?"

"Mãe, você viu aquele homem pequeno? Ele não comeu toda a papa dele?"

Mas o melhor de tudo é a naturalidade com que as perguntas saem... isso é uma coisa que perdemos em prol da "boa educação", não?
Nos vemos em situações que não perguntamos nada para não sermos indiscretos... sei lá, às vezes acho que devemos ser mais crianças...


E você? Conte-me o que suas crianças andam perguntando...


Bjks,


12 comentários:

Déia disse...

kkkk a espontaneidade da criança é algo fantástico kkkk
bj

Tatiana T. disse...

Aconteceu ontem: minha irmã fez uma tatuagem de um menininho nas costas, escreveu o nome do Augusto e o levou junto. A hora que ela acabou de fazer a tatuagem ele soltou essa:

- Agora eu, mãe. Vou fazer uma caminhonete e escrever: CA-MI-NHO-NE-TE.

Hahahahahaha.
beijo.

lioness disse...

Bom, para mim a melhor que já ouvi foi: Por que o maior pedaço é para os mal-educados? - baseado no ensinamento de que não se deve pegar os pedaços de comida à mesa, por educação.

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

A briga é feia mesmo, mas tem que respeitar o momento em que um está perdendo a cabeça, porque num instante achamos de novo o juízo!

Minha nossa, mais aparente que a muralha da China? Pensei que só a Rebeca exagerava nas coisas! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Minha criança anda com medo de perguntar certas coisas, muitos puxões de orelha eu levo.

Amém!

Abraço e até.

Jota Cê

Cadinho RoCo disse...

O eu criança não surge sempre em mim.
Cadinho RoCo

Dirce disse...

Nossa, a Juju me perguntou esses dias o que era cafetão...é mole?

Roberta disse...

A última de Geovana foi perguntar se eu tinha comprado ela no céu rsrsrs
bjus

Raquel El-Bachá disse...

Oi Marcia. Realmente crianças deixam os pais em cada saia-justa. Meu primo e minha irmã diziam cada coisa quando crianças...
Beijos.

Renata disse...

Oi, Má! Depois que passa é engraçado, mas na hora a saia justa deve ser complicada, né?

Dias atrás eu estava conversando com minha colega de pós que tem uma filhinha de 3 anos. Ela estava me contando que a filha perguntou por que o saci tem uma perna só. Aí ela disse que inventou uma história de que o saci subiu numa árvore muito alta, caiu e perdeu uma das pernas. Fiquei encabulada com isso, pois pra mim seria mais natural explicar para a criança que tem pessoas que nascem assim...sei lá...desde pequeninos já explicar que tem pessoas que tem deficiências, etc. Bom, talvez por eu conviver com isso para mim isso seja natural, né?

Bjs pra vc e pros seus fofinhos!

Magui disse...

Eu não considero criança espontânea.Eles sabem TUDO e manipulam os adultos.Se este não tiver pulso arrazam com qualquer um e isto está provado.Para mim criança no seu quadrado e periga ser uma bomba a explodir no futuro.

Marceleca® disse...

bom, como as "minhas crianças" são as suas crianças, não tenho muito o que compartilhar aqui não.. nhá...

Carol Maria disse...

acho que esta espontaneidade das crianças é muito mais falta de preconceito que só espontaneidade. crescer sempre faz com que nossa cabeça fique pior...