quinta-feira, 27 de novembro de 2008

O mundo anda tão complicado...

Esse post é do tipo "tudo junto ao mesmo tempo agora".

E não é que parece que o mundo tá ficando de cabeça pra baixo?
A gente liga a TV ou lê os jornais e só vê desgraça. É criança molestada e morta aqui, crise econômica ali. Desemprego, desesperança, enchentes, seca, atentados terroristas, seqüestros...um monte de coisas, a maioria de coisas ruins.
Sempre me pergunto, que mundo é esse que a Julia (minha sobrinha de 9 anos) e o João (sobrinho de 2 anos e 1/2) vão viver. A resposta? Não sei e tenho medo de saber.
Se por um lado a gente vê avanços tecnológicos e médicos, por outro, vemos que as relações humanas parecem cada vez mais deterioradas. Como diria a música do Legião Urbana: "a humanidade é desumana", mas será que ainda temos chance? Se antes poderíamos mudar o mundo, quem roubou nossa coragem?
Talvez, pareça que esse post de retorno esteja carregado de desesperança e pessimismo, mas não é isso. Queria mesmo uma resposta, ou várias, só para tentar me sentir um pouquinho menos chocada (se é que é possível) com tudo o que está acontecendo por. Só pra ter uma pontinha de esperança que no futuro, que está mais próximo do que podemos imaginar, as coisas voltem aos eixos...ou que não degringolem de vez, pelo menos.


8 comentários:

Pri disse...

Não é desesperança não Gel... é realismo puro...
A gente quer mesmo um mundo melhor prás belezinhas que a gente ama e que estão crescendo, mas qdo a gente liga a tv, parece que esse é um sonho distante...
Acho que cada um de nós tem que fazer sua parte, mas mesmo assim, sei que não basta...

Sissi disse...

Às vezes sinto o mesmo desespero que você, mas depois, pensando bem, vejo que as coisas melhoram sim com o passar do tempo. Historicamente a coisa já foi beeeem pior, as pessoas que gostam de fantasiar e dizer que 'ANTIGAMENTE'. Mas o 'ANTIGAMENTE' era muito pior. Violência sempre existiu e da pior forma, sem leis, sem punição. Os pedófilos existiam aos milhares, dentro das famílias, como hoje, mas morriam sem que nunca fossem denunciados. As calamidades públicas, como enchentes e furacões arrasavam cidades, mas não existia a tecnologia para mobilizar milhares de pessoas e ajudar tão rápido. A crise econômica é uma onda que vai e vem de tempos em tempos, infelizmente inevitável. Então eu penso que nossas crianças viverão um mundo normal, com situações normais. Só há uma coisa que me preocupa mesmo e não vejo muita solução: nossa natureza, que essa sim se acaba a cada dia e não é como 'ANTIGAMENTE' e pode trazer consequências trágicas para nosso futuro.
Ufa, deixa eu parar de falar. hehehehe. beijos.

Magui disse...

O mundo sempre foi assim mas agora virou notícia.Hoje mesmo eu vi uma reportagem sobre o catastrofismo dos notíciários.

geny_tavares disse...

Meninas, também acho que antigamente as coisas não eram das melhores, mas tem muita coisa que mudou sim. Essa erotização infantil, como escreveu bem a Pri, essas catástrofes climáticas, causadas pela interferência do homem e essa mania besta de achar que pode mandar em tudo. Mas a Magui tem razão...hoje em dia tudo é motivo de ser exaustivamente exibido...enfim...minha opinião :)
beijos

Juliana disse...

Comentei no post da Pri como é necessário oferecermos base para as crianças nesse mundo em que tudo parece tão solto, tão desconectado e sem sentido...
Precisamos nos perguntar, sim, e acreditar que existem respostas.

Abraço!

p.s.:estou de blog novo: http://julianaggarcia.blogspot.com

Nati disse...

O mundo está ao contrário e todo mundo já reparou, né?
E eu me pergunto muito em que mundo os meus filhos (quando eu os tiver) vão viver. Dá até medo de pôr uma pessoinha num mundo virado desses.

C.A.Braz disse...

Vira o rosto...
Smmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmac!

Abracinho. [] Não sai...volta...mais abracinho. Espera...pronto.

Faz tudo melhorar. :)

Marcia disse...

Linda... concordo com a resposta aí de cima que diz que antigamente era até pior... e que a tecnologia hoje faz com que tudo apareça antes e se espalhe... mas com isso, a gente consegue espalhar AMOR, como no caso de SC que até pediram prá "agendar" o envio de bens :-) isso não é bom?
Bjks